INFERNO, PURGATÓRIO E CÉU


Mundos

INFERNO, PURGATÓRIO E CÉU

Depois do desencarne, os objectivos conseguidos através das nossas obras no plano material determinam a situação de vida que o Espírito vai ter no plano espiritual. No intervalo de suas existências corpóreas o Espírito permanece por tempo mais ou menos longo no mundo espiritual, onde é feliz ou infeliz segundo o bom ou mau uso do seu livre-arbitrio. A vida espiritual é a vida real. Nela o espirito progride igualmente e adquire conhecimentos que poderia não auferir na Terra. Aí se prepara para jornada que se aproxima no plano fisico, até que se purifique e deixe de ter necessidade de novas experiências corpo fisico.

O Espírito, portanto, depois de desencarnado, vai habitar num local segundo a sua identidade moral e afinidade.

Será inferno, purgatório ou ceu!



Vejamos a opinião da Doutrina Espirita


INFERNO


O Inferno é uma expressão bíblica, usada pelas religiões convencionais .Seria local para onde iam os maus. Esta imagem foi criada pela doutrina cristã e originária do paganismo.. Não tendo o perfeito entendimento da vida espiritual, nem da justiça de Deus, imaginou-se que os homens maus só poderiam merecer um castigo eterno.

Criavam a temencia a Deus, tendo- O como castigador implacavel.

A Doutrina Espírita veio nos esclarecer sobre esse importante dogma das penas eternas, passado pelas religiões da época. Ensina que o Inferno é a morada temporária de entidades primitivas e de baixa moral, inimigas do Bem e revoltadas contra ajustiça Divina. Dentro da várias moradas, nessas permanecem transitoriamente as almas dos que se comprazem no assassínio, no furto, na mentira, na luxúria e nas paixões humanas.

Os Espíritos desencarnados que vão para esses locais não ficam neles definitivamente. Eles permanecem la por períodos de tempo, até que surjam novas oportunidades de reencarnação. Todos os Espíritos inferiores, amigos do erro, cedo ou tarde encontrarão a chaves da libertação através do esclarecimento reencarnatório.

O inferno, ou trevas segundo a Doutrina Espírita, é um estado de consciência compartilhado por aqueles cujas fragilidades viciosas e sentimentos negativos predominam em sua individualidade, que se inclinam para o mal e se comprazem. São irmãos imperfeitos e ignorantes, que criaram o seu próprio inferno nas suas consciência e que, pela misericordia do Pai Celestial, através de sucessivas vidas também alcançarão a perfeição.


PURGATÓRIO


Purgatório é um termo usado no Catolicismo. Foi criado pela "necessidade" de alojar as almas dos irmãos com conduta mediana. Que achavam não merecer o céu.. Allan Kardec diz que o purgatório dos Espíritos também pode estar nos mundos de expiação.



"O purgatório não é, portanto, uma idéia vaga e incerta: é uma realidade material que vemos, tocamos e sofremos. Ele se encontra nos mundos de expiação e a Terra é um deles. Os homens expiam nela o seu passado e o seu presente em benefício do seu futuro" - (Allan Kardec - O Céu e o Inferno, cap. V, item 4 ).



PARAISO


È a morada dos Espíritos puros e dos bons Espíritos, que já adquiriram saber e moralidade. Alguns Espíritos que habitam essas moradas estão livres de encarnações, outros não. Os Espíritos puros podem reencarnar-se em mundos mais ou menos atrasados, para cumprirem missões.

Entretanto, não são mundos para ver a paisagem, como nos por vezes pensamos. Pelo contrário, são lugares de trabalho e acção no campo do Bem e do Saber. É onde o Espírito experimenta a verdadeira felicidade.



"A felicidade dos Espíritos de bem não está na ociosidade contemplativa, que seria, como frequentemente se diz, uma eterna inutilidade .



" ...A suprema felicidade consiste em desfrutar todos os esplendores da Criação, que nenhuma linguagem humana poderia exprimir, que a mais fecunda imaginação não poderia conceber. Consiste no conhecimento e compreensão de todas as coisas, na ausência de qualquer sofrimento físico e moral, na satisfação íntima, na serenidade do Espírito que nada altera, no amor que une a todos os seres e portanto na ausência de todo o aborrecimento proveniente da relação com os maus, e acima de tudo na visão de Deus e na compreensão de seus mistérios revelados aos mais dignos"



- (Allan Kardec - O Céu e o Inferno, cap. III, item 12).


Victor Passos